Uma rede firmada pela persistência e pela relevância de ser um projeto certificado, especializada na seleção de informação científica em sua área de atuação. Esta seria uma das possíveis descrições para sintetizar o trabalho que a BVS Psicologia vem desempenhando ao longo de seus dez anos de existência. A data emblemática acaba de ser comemorada no VII Congresso Norte-Nordeste de Psicologia (CONPSI), em Salvador, local que fora o berço do primeiro evento, em maio de 2001, quando se apresentou em primeira mão esta BVS para pesquisadores, professores, estudantes e profissionais da área.

Desta vez, o destaque do congresso foi marcado pela mesa-redonda “10 anos de BVS-Psi: Fortalecendo a Psicologia Brasileira e Latinoamericana”, coordenado por Acácia Aparecida Angeli dos Santos e que contou com a exposição de Maria Imaculada Sampaio, coordenadora técnica da BVS-Psi ULAPSI Brasil, Mônica Helena Gianfaldoni, presidente da Associação Brasileira de Ensino da Psicologia (ABEP) e Ana Mercês Bahia Bock, secretária executiva da ULAPSI.

Durante o congresso foram capacitados 200 participantes, divididos em 15 sessões de treinamento, do evento com o objetivo de torná-los aptos na compreensão, manejo e funcionamento das fontes de informação disponíveis na BVS-Psi.


História

Viabilizada pela União Latino-Americana de Entidades de Psicologia (ULAPSI), a expansão desta BVS para os demais países da região ocorreu em 2003. Desde então, Argentina, Colômbia, Peru e Uruguai já possuem suas redes de informação conformadas. Nos demais países, estas redes estão sendo estruturadas, porém, já é possível encontrar publicações destas nações no Portal de Revistas Eletrônicas de Psicologia (PePSIC).

A Psicologia é, também, uma das áreas temáticas inseridas no projeto da Biblioteca Virtual em Saúde do Brasil (BVS Brasil), juntamente com outras BVS como Adolescência, Aleitamento Materno, Doenças Infecciosas e Parasitárias, Educação Profissional em Saúde, Enfermagem, Homeopatia, Integralidade, Telessaúde, Atenção Primária à Saúde, RIPSA, Saúde Pública e Adolpho Lutz.